Roma – Roteiro Completo

Se você me acompanha no instagram @vaicombruno já viu como foi minha viagem pela Itália. Nesse artigo você encontrará um roteiro completo de Roma, uma das cidades mais incríveis do mundo com as melhores dicas do que fazer, comer, hospedagem, transporte e muito mais.

No Guia Completo de Roma você vai ver:

  • Sobre a Itália

  • Documentos

  • Como chegar

  • Seguro Viagem

  • Moeda e câmbio

  • Aeroporto 

  • Roma Pass

  • Transporte público

  • Onde se Hospedar

  • Gastronomia

  • O que fazer – Roteiro completo

Sobre a Itália

A Itália é um país membro da União Européia e um dos países mais visitados do mundo. Turistas buscam ali além de muita história e cidades medievais, praias belíssimas e uma das gastronomias mais apreciadas no mundo.

Te convido a conhecer um pouco mais de Roma, sua capital, nesse roteiro completo para desfrutar o melhor dessa cidade cheia de história.


Documentos

Para entrar na Itália é preciso de passaporte válido, no entanto, brasileiros não necessitam de visto. 

O tempo de permanência para turismo na Europa é de 3 meses.


Como chegar

Há voos diretos do Brasil para algumas cidades da Itália como Roma e Milão operados pela Latam e Alitália.

No entanto, por estar na Europa, é possível usar outros países de entrada para se chegar lá caso não consiga uma boa tarifa em voos diretos.

Quer saber mais como encontrar passagens aéreas baratas ? Assista minhas aulas completas e gratuitas em que te tornará um expert em comprar passagens aéreas baratas e otimizar suas viagens. 


Seguro Viagem

O seguro de viagem é obrigatório na Europa. O Tratado de Schengen é um acordo entre países europeus  de abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países participantes. Assinaram esse acordo quase 30 países, incluindo todos os integrantes da União Europeia (exceto Irlanda e Reino Unido) e quatro países que não são membros da UE (Islândia, Noruega, Listenstaine e Suíça).

Para que um Seguro Viagem seja válido em toda a Europa, basta que ele possua limite de cobertura a partir de 30.000 euros ou o equivalente em dólares para acidentes, enfermidades e repatriação. O certificado (apólice) desse seguro é o documento que o viajante brasileiro deve apresentar à imigração do país ao qual esteja ingressando, caso seja solicitado.

Para solicitar seu seguro viagem e carta Schegen clique aqui.


Moeda e Câmbio

A moeda oficial na Itália é o Euro. Evite trocar moeda em casas de câmbio de aeroporto que possuem taxas ruins normalmente.

Levar euro do Brasil pode ser uma boa opção, você irá trocar real por euro diretamente em espécie e ainda com a vantagem de evitar o pagamento de iof cobrado com uso do cartão de crédito.

Caso você tenha uma conta no exterior ou deseja abrir uma conta gratuita na Europa, te conto tudo passo a passo nesse artigo (Como abrir uma conta na Europa e fugir do iof). Dessa forma você pagará ainda menos no câmbio além de ser super prático. 


Aeroporto 

Como ir do aeroporto ao centro de Roma.

Aeroporto Fiumicino é o principal aeroporto de Roma, de lá chegam e saem voos da principais cias aéreas como TAP, Alitalia. Provalmente vocês chegaram por aqui.

Do aeroporto ao centro você poderá ir de taxi ou transfer shuttle (vans compartilhadas que te deixam no hotel). Prepare com o assédio e insistência dos taxistas tentando te levar para os carros. Se estiver em grupo pode ser uma boa opção já que o trajeto custa de 40 a 50 euros.

Outra opção é pegar o trem Leonardo Express que faz o trajeto em cerca de 30 minutos ao custo de 14 euros. Ele vai te deixar na estação central (Termini) e de lá terá que pegar um metro ou taxi até o destino final. Ou ir a pé se seu hotel for ali perto.

Aeroporto Ciampino: Se o seu voo for alguma low cost provavelmente seu aeroporto será o Ciampino. Não tem trem nem metrô nesse aeroporto, as opções são, taxi (faixa de 30 euros), van compartilhada a tarifa é de 15 a 20 euros por pessoa), e o ônibus da Terravision que sai da estação de trem Termini (5 euros por pessoa).

ROMA PASS

Assim como em outras cidades da Europa esse passe oferece transporte público ilimitado em Roma (bonde, ônibus e metrô), além de oferecer uma atração gratuita no passe de 48 horas (28 euros) ou duas atrações gratuitas no passe de 72 horas (38,50 euros). As demais atrações você terá um desconto de 20%.

O Roma Pass é validado à partir do primeiro uso e daí começam contar suas horas.

O Roma Pass é mais vantajoso se você for usar bastante o transporte público, Roma é uma cidade boa de conhecer à pé, deverá fazer uma avaliação do que realmente vai querer conhecer na cidade.

Atenção: O ROMA PASS NÃO INCLUI O VATICANO

Para comprar seu Roma Pass clique aqui. 

Transporte Público

Roma é um museu à céu aberto, o ideal é explorar a cidade à pé, se você adquiriu o Roma Pass não terá que se preocupar com mais nada já que ele inclui transporte ilimitado na cidade.

Caso não tenha comprado o Roma Pass coloco a referência de valores e tipos de bilhetes para uso do transporte na cidade:

€ 1,50 valido por 100 minutos do momento que convalida

€ 7,00 por 24 horas, número ilimitado de vezes dentro de Roma.

€ 12,50 por 48 horas, número ilimitado de vezes dentro de Roma.

€ 18,00 por 3 dias, número ilimitado de vezes dentro de Roma.

€ 24,00 por 7 dias, número ilimitado de vezes dentro de Roma.

O metrô possui apenas duas linhas e é bem simples de utilizar, ônibus e bondes também transitam na cidade e pode ser uma alternativa.

O ônibus e bonde deve ser comprado previamente em bancas e tabacarias (não é vendido na hora por cobrador ou motorista). Lembre-se de validar sempre seu ticket para não ser surpreendido pela fiscalização.

Use sempre a dica de rotas do google maps para ver as linhas que deverá pegar. (funciona super bem)

Hospedagem

Na hora de reservar a hospedagem sempre utilizo o booking ou hoteis.com, se você prefere ficar em albergues e garantir um boa economia sugiro fazer sempre sua reserva pelo hostelworld. E ainda você poderá utilizar o airbnb, minha opção quando estou em grupos maiores e por períodos mais longos, ainda tem esse desconto de até R$ 179 na primeira reserva. [links afiliados]

Abaixo deixo algumas sugestões de locais de hospedagem em Roma.

Palladium Palace – faixa de 250 reais

B&B Piumith – média de 300 a 350 para duas pessoas essa é uma opção econômica na região central.

Hotel Fori Imperiali Cavalieri – média de 400 reais para duas pessoas

Suite Artis Barberini – média de 500 reais para duas pessoas

The Yellow – Hostel na faixa de 100 reais

Palladini Hostel – na faixa de 100 reais

*Valores apresentados podem sofrer variação devido cotação de câmbio, e demanda (alta/baixa temporada).

Gastronomia

A melhor parte de qualquer viagem para Itália é a comida maravilhosa que tem por lá. Para comer comida autentica italiana fuja dos lugares mais turísticos.

Você vai ver pizzas quadradas com massa mais grossa sendo vendidas por todo canto, essa não é nem de perto a pizza italiana tradicional.

Procure cantinas locais e tradicionais se quiser comer bem. Não deixe de tomar um delicioso gellato italiano, opções não faltam para se acabar  por lá e acumular uns quilinhos extras.

Algumas sugestões:

Mercato di Testaccio – barraca Morde e Vai oferece um excelente panini (bom e barato)

Da Simo Pane e Vino – próximo a Piazza Navona – boa opção para panini também.

Trattoria da Enzo – boa opção para massas

Trattoria – Pizzeria Luzzi – boa opção de massas perto do Coliseu

La Carbonara – bem tradicional e muito gostoso mas bem disputado, sempre cheio

El Mercato Centrale – várias opções (na estação de trem Termini)

Agora se você quiser ter uma experiência gastronômica e ainda com degustação de vinhos, recomendo esse tour gastronômico. Você não vai se arrepender.

O que fazer em Roma – Roteiro completo

Roma é uma das cidades mais visitadas do mundo, portanto sempre com as atrações bem cheias. Evite filas, compre seus ingressos com antecedência e se atente nas atrações que precisam agendar visita.

Atenção: Em 2019 é obrigatório reservar horário para visitar o Coliseu

Roteiro por dia:

Dia 1: Coliseu e o Fórum Romano 

Reserve e agende o Coliseu com antecedência. Mesmo com Roma Pass é obrigatório agendar o horário.

https://www.coopculture.it/colosseo-e-shop.cfm

Coliseu é o cartão postal de Roma o anfiteatro foi utilizado para combate de gladiadores, execuções entre outros espetáculos. Símbolo do período imperial é atração obrigatória em Roma.

Fórum Romano – O ingresso para o Coliseu inclui uma visita ao vizinho Fórum Romano, que pode ser feita no mesmo dia ou no dia seguinte.

Há uma entrada pertinho do Coliseu, no entanto essa entrada costuma ficar bem cheia. Há outras entradas para o fórum, ao sair do Coliseu, você pode subir a pé a Via dei Fori Monumentale em direção ao centro de Roma. Em pouco mais de 5 minutos você chega ao portão lateral do Fórum, onde a entrada é tranquila.

Começar a visita pelo Fórum, usando a entrada do Monte Palatino. Essa inclusive é a melhor estratégia de visita, porque evita que você precise subir ao Monte Palatino durante sua visita ao Fórum.

É um passeio mais cansativo, apesar de ter sempre placas informando sobre o que você está vendo, um tour guiado pode ser útil.

Recomendo que você agende um tour da get your guide, eles possuem preços excelentes e você terá uma outra experiência. é muita riqueza de informação que eles vão te passar. Vale a pena !!

Se preferir pegue essa opção que inclui ingressos e áudio guia, um pouco mais em conta mas que já vai ser de grande valia para melhor aproveitamento do passeio.

Aproveite a noite para um jantar típico italiano e descansar para o próximo dia.

Dia 2: Vaticano, Museu do Vaticano, Capela Sistina

Dia de conhecer o Vaticano, apesar de grudado em Roma, o Vaticano é um Estado independente e a menor entidade territorial do mundo.

Reserve com antecedência seu ingresso para o Museu do Vaticano e acesso a Capela Sistina. Prepara-se para muita gente junta, há relatos que nos últimos meses melhorou bem a forma que é conduzida as visitas, mas até pouco tempo atrás você não conseguia nem parar direito para ver com calma o que desejasse. Seja como for, é  outra atração obrigatória (NÃO ESTÁ INCLUSO NO ROMA PASS).

Vale a pena comprar online para evitar filas (essa é a melhor dica que posso te dar hoje).

Combine a visita ao museu do Vaticano com a Basílica de São Pedro que poderá ser visitada antes ou depois do museu a depender do horário que você visitará o museu.

A Piazza San Pietro está a menos de 10 minutos de caminhada da saída do Museu do Vaticano. Se você quiser ver o Papa é aqui que as quartas e domingos que ele aparece quando não está viajando.

A entrada na basílica é gratuita, mas a fila para passar no detector de metais é longa e pode demorar horas a depender do movimento.

Se você fizer um tour guiado evitará filas e terá uma experiência de passeio mais completa e bem orientada.

Excelente se conseguiu fazer isso tudo pela manhã. Almoce e recupere as energias para a tarde.

Siga para o Castelo de S. Ângelo: fica às margens do Tibre, e é lindo. Data de 139 d.C, e já serviu de túmulo para os restos mortais do imperador, fortaleza e esconderijo e tem uma passagem direta pro Vaticano que já foi usada por muitos papas. Os ingressos do castelo também estão no Roma Pass (o ingresso avulso custa 10 euros).

Galleria Borghese: O lugar já é lindo por fora, uma villa de 1613, cercada por um parque.

O museu tem dois andares distintos: o térreo é dedicado às esculturas (a maior parte, de Bernini), com Caravaggios esparsos. O segundo andar é uma pinacoteca.

É preciso chegar meia hora antes para trocar o voucher pelo ingresso na bilheteria, no subsolo.

http://galleriaborghese.beniculturali.it/it

Dia 3 – Praças de Roma e o principal da cidade

Nesse dia coloquei as principais praças de Roma (Piazzas), esse trajeto todo pode ser feito a pé. Pelo caminho, há dezenas de ruas pitorescas, praças, você certamente vai entrar em ruas pitorescas no caminho, parar em lojinhas, namore as vitrines das lojas de grife italianas, pare para tomar um autêntico gellato italiano ou cafezinho expresso e vá curtindo a cidade.

§  Piazza del Popolo – foi uma das entradas de Roma no tempo do Império. No meio da praça, fica o Obelisco Flamínio, com 24 metros de altura e datado de 10.aC (pertencia co Circus Maximo, estádio onde ocorriam corridas na roma antiga, e foi transladado para a piazza em 1500)

§  Piazza di Spagna – é um dos cartões-postais de Roma, com a fonte plantada  no meio da praça e a  escadaria até a igreja Trinità dei Monti. Aconselho subir as escadarias, de ontem se tem uma vista linda dos telhados de Roma. Aqui também fica o Café Bistrot Colbert, na Villa Medici, debruçado sobre sobre a Piazza do Spagna (é tido como um dos melhores de Roma, então é bom reservar) e o Café Grecco, um dos mais antigos da cidade. Para compras, na Via Condoti (que começa na praça) ficam várias lojas de grife.

§  Fontana di Trevi – Uma das fontes mais antigas de Roma, e a mais monumental da Italia, a Fontana di Trevi foi construída no século XVII. Reza a tradição que jogando uma moeda na fonte, você retorna logo a Roma (mais de 3000 euros são recolhidos diariamente da fonte e doados para caridade!). Também existe uma lenda segundo a qual apaixonados que bebem da água de Trevi ficarão juntos pata sempre. Por isso, aqui é o lugar dos apaixonados pedidos de casamento!

§  Panteão – mais uma construção monumental que atravessa a História. O Panteão foi construído pelo Imperador Adriana no século IIa.C e depois reformado e ampliado em 1600 por Lorenzo Bernini, o maior nome da arquitetura barroca italiano. Vale muito à pena visitar seu interior.

§  Piazza Navona – linda, alegre, cheia de restaurantes e artistas! Já foi uma espécie de estádio nos tempos a.c, depois foi ganhando o formato de praça até chegar é no que é  hoje.

§  Campo de Fiori – é uma praça super animada. De noite é bem festiva, e de dia acontece uma feira de comidas, verduras, frutas e afins.

Se preferir fazer um tour guiado por alguns desses locais, acho legal esse que ocorre no entardecer com duração de 3 horas. Como sempre digo, ter um guia é sempre enriquecedor ao transmitir mais detalhes e história de tudo por onde está passando.

A viagem pela Itália continua, não deixe de visitar os artigos das outras cidades que visitei e pegar todas as dicas.

pinit fg en rect red 28 - Roma - Roteiro Completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *